quarta-feira, 21 de novembro de 2012

sábado, 17 de novembro de 2012

POR QUE SEMPRE ME RENDO AOS TEUS PÉS??

Dizendo que já mudei de idéias, mas que repentinas vezes é a maldição que me encobre a sombra de minuto à minuto, quando tua diabólica presença cruza meu caminho prendendo-me á ti. 
E eu sempre caio de joelhos aos teus pés.

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

MULHER RUIM

Minha menina tem o um jeito estranho de me dizer - não!
Me provoca antes,feito gatinha ronronando no meu colo.
E tão de repente, vem aquele sorriso de mulher má!
Olhando com olhinhos miúdos, jeito dengosa de vê,e quase sussurrando atreve-se me cuspir à cara um caprichoso - não.
 - Não amor! Hoje não!
Como ela ousa ser tão poderosa, mas ela sabe que isso me enlouquece.
É isso nela que me deixa louco fora de sério.
E vem logo a louca visão selvagem de voar no pescoço dela, aos trancos lhe prender a boca, jogá-la ao chão cobrindo-a com corpo endiabrado de tesão. Molestando sua carne quente com minha loucura desvairada, e feito e desfeito, aí, me dou por satisfeito se ela me gritar de novo - NÃO!
Ainda desconfio que é isso ela quer!

domingo, 4 de novembro de 2012

TROCA A CAMA

A madrugada silenciosa foi quebrada pelo o rangir do metal no chão
Rang- rang - o som livre chegando até meus ouvidos, abafado por causa da parede e meia.
Meu sono que a horas estava fora da cama agora dava lugar a uma inquietude aquecida entre os lençóis
Aquele som insistente, agora com menos espaço entre um rangir e outro, e cá com mil cenas a passar diante da imaginação, uma vez que os olhos mantinha-se fechados.
Parece estar dentro do meu quarto , rang-rang-rang-rang... diabos, a esta hora eu nem posso reclamar da tal festa.
Mais alguns minutos de tortura e o som cessou abruptamente, dei um suspiro de alívio ou seria de inveja ressentida?
Já sou conhecida do motivo desse som. Mas o meu vizinho insiste em não me dá trégua.
Como sempre e quase ser fora de horas é que a tortura torna-se medonha, com mil amantes silenciosas, mas a cama nada discreta me tira o sossego  em madrugadas de quase todos os dias.


sexta-feira, 26 de outubro de 2012

DE DEUSA SEXUAL A CARIDOSA DA FAVELA

Puta de cama, mesa e chuveiro.
 - Não!
Está não faz reservas em suítes de luxo, e nem lhe espera para um jantar reservado.
Em sua infinita ousadia se esgueira a meia lua, e você corre o risco de esbarrar nela em qualquer beco escuro por aí.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

A BEIRA DO ABISMO

Espera-me na quele lugar onde um dia foste capaz de apreender-me em teu enlace, arrebatando-me como se fosse um furacão desatinado.

domingo, 14 de outubro de 2012

ENTRE UM PARAGRAFO E MEIO

O amor, quem sabe alguma coisa sobre o amor de outra pessoa?
Quanto mais se ama, quanto mais se conhece a extinção da perda do amor,
mais se respeita o silêncio de nada saber diante da servidão espiritual do outro.

                                          " Cânticos de Sangue"

sábado, 13 de outubro de 2012

domingo, 30 de setembro de 2012

MEU TEMPO É AGORA

Aos trancos
Mimado
Chocante
Demorado
Preto e branco, mas não esqueça a tulipa- negra
Variado, com ritmos esvoaçante dançantes ...
Pervertidos, mas também, quem quer ser Santo?
Bagunçado porém, gostoso e apavorante.
MEU TEMPO TEM  FIM...é sim, tem, mas não AGORA.


domingo, 23 de setembro de 2012

NO SUB-MUNDO DA LUXÚRIA

É lá que encontramos todas as nossas fantasias.
Onde os riscos em volta nós camufla de coragem
Se faz Homem e Mulher no mesmo corpo em pecados!

domingo, 16 de setembro de 2012

SEM DIETA

Aqui em casa come-se de tudo:
Sem frescuras, e se for um tempero diferente, melhor ainda;
Gosto de provar de tudo, belisco aqui, dou uma lambidinha ali e no fim acabo sempre comendo demais...
Agora mesmo estou a meter o dedo na torta da vizinha, e como está boa!! ash!!
A dona Rebeca logo mais está a passar aqui, disse que me tará uns beijinhos caso  eu não goste; se prontifica a ir para a cozinha e mexer na minha farinha!
Mas nunca com gula, mesmo comendo apressado ou devagarinho, jamais rejeito uma boa galinha.

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

FADIGA ESTA MEU CARO.

Andei por aí de cabelos soltos ao vento, mas somente poeira rebate de encontro à mim.
Andei escondendo-me de ti, mas que maldição é esta ? continuas dentro de mim!
Andei a fazer 'coisas' perigosas, na esperança de enganar a aquela vontade sacana de me voltar pra ti.
Andei noites e dias a beira do caos, saltando em muros e caindo na lama, mas ainda estavas lá a cada vez que me erguia das sombras. Maldita sorte esta que insiste em me empurrar a este abismo humano.
Ando sem nome e destino.
Ando Faminta... , humano sem rumo, pois já não sacias esta fome minha.

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

sábado, 1 de setembro de 2012

O VESTIDO ESTAMPADO

É..., meu caro!
 Ontem lá estava ela novamente a banhar-se ao sol de sua varanda.
Digo-lhe, usa somente um vestidinho estampado com renda feita um babado.
Cabelos ainda molhados, preso com fios a cair enfeitando o rosto, suposto que; acabará de sair do seu banho refinado.
A pele sob a luz do sol refletia-me nos olhos um brilho sedoso, um tanto á mim apetitoso.
A brisa me era na naquele sádico momento a favor, sentia minhas narinas o suave porém, inebriante aroma da quela criatura em forma de mulher.
 Pobre eu, um cafajeste, esperto malandro, agora preste a cair no laço da quele vestido estampado.
Oh mulher sacana!

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

O QUE EU NÃO FAÇO POR VOCÊ

Não FAÇO cara de Santa;
Quero um corpo ENDIABRADO.
Não faço manha quando minha fome é tamanha,
COMO sem medo de lambança.
Não tenho escrupulos, segundo a tua crença;
Mando e desmando com ou sem VONTADES!
Não sirvo para ser DONA e tão pouco, para ser ESCRAVA,
Agradeço o meu momento qual me dou de presente.
Não sei SER mimosa;
Mas me VISTO com laços,rendas e fitas desde que não sejam na cor rosa!




domingo, 12 de agosto de 2012

O REGRESSO VEM EM FORMA DE...METAMORFOSE DE UM DESEJO

..AS VEZES SOMOS PEGOS NO SUSTO.
... ESCAPAR NÃO É TÃO MAIS EXCITANTE QUE SE PERMITIR SER DOMADO
MAS...SÓ AS VEZES VIU?!

domingo, 15 de julho de 2012

INSENSATEZ

A capacidade mental é zerada quando o sexo é que rege o corpo.

Já dizia a Bruxa de minha vó: "Onde reina o caos a calmaria não pode reinar"


domingo, 24 de junho de 2012

ALUCINAÇÃO... ?

Estava complemente encharcada, a camisola de seda branca grudando à pele como se na quele instante fossem um só.
Afastei os lençois com urgência insana.
Mal respirava,os pensamentos não ajudava a discernir a situação real da confusão selvagem.
Puxei com força a camisola, rasgando-a como se fosse trapo velho,aliviando a pele quente nua e umida.
Queimando, arrepiando os pêlos.
Gemendo dengosamente enquanto murmura palavras imcompletas.
Agora tremendo todo o corpo quase em estado de extase, pedindo clemência rindo, horas quase gritando.
Intensa alucinações dada a situação febricitante...
... quando  me encontraram entre lençois molhados...
Febril aos 38/5ºgraus!

SUICIDA ^.~ HUMOR NEGRO

- Papagaios!!! Mas por que diablos te torturas assim criatura?
-Olhas, observa-me mais um pouco e verás todas as respostas mulher.


domingo, 17 de junho de 2012

Um dia cinza de ventos turvos;
Gotas geladas a gotejar do meu guarda chuva negro.
Poças dágua à salpicar os meus sapatos novos de camuça cor cereja;
O frio corta a minha carne que sangra, colorindo o vestido de seda branco.
O meu amado está vindo ao meu encontro e meu batom ainda por cima está borrado;
É mulher, logo hoje essa ventania enlaçou-me de um jeito torto.
Me puxou os cabelos e me lambusou toda.

UM DIA NARRO A VERDADE DE LIZE

LIZE, é mulher ingrata de coração frio e de aço.

(...) !

terça-feira, 12 de junho de 2012

CARTEIRO DIZ

Bateram a minha porta ainda era madrugada;
Entregaram-me um caminhão de corações para disbriui aqui alí e aculá;
Mas eu não sei por onde começar;
Vou ficar de prontidão na praça da esquina com todos os corações avista;
Quem for o dono basta se aproximar.


terça-feira, 5 de junho de 2012

TODOS SE MACHUCAM/MESMO SOZINHOS

Tanto tempo se passou, e aquele ainda vive dentro de mim. As noites vagueio a procura de quem sou.
Trafegando meio a solidão e a devassidão silenciosa de rostos angelicais, tantos sorrisos cheios de enganos.
O frio não mais me causa desconforto, acalenta o peito nu!
Tudo fora de lugar, mas sempre onde devem estar.




quarta-feira, 23 de maio de 2012

PAIXÃO AMANHECIDA

Acordei um tanto desorientada sem ter noção de onde estava.
Tateando as mãos...! 
Um toque no abaju cujo logo iluminou todo o meu horizonte;
 olhei em volta e num susto me jogo para fora da cama.
Tava alí a Criatura nua em pêlos dormindo.
 Como era belo e pornografico!



domingo, 20 de maio de 2012

DITO OU FEITO?!

DIZIA ELE QUASE COMO UM LAMENTO DE INVEJA;
 -  Ele era um cafajeste mesmo.
Não perdoa uma que atravesse o seu caminho.
Mas ele ama a outra sim, ama de verdade!
Ela sabe disso, pois ele a trata como uma rainha.
Então ela não liga se ele tem tanta outras filiais
Pois sem a matriz ele É UM nada!



domingo, 13 de maio de 2012

DESPROVIDAS

A Mulher se transforma a cada instante.
A cada dia que acorda há algo novo a espera de ser revelado
Belas nas horas mais inconvenientes.
Cativas, caprichosas, caseiras, casadas, curiosas, carentes, caretas.
Doidas, desvairadas, desbravadoras, destemidas, desenludidas, desequilibradas, devaasas, dondocas, dengosas, ditadoras, duronas, descabeladas e cheias de DADIVAS.
Elevam-se com um simples gesto alheio.
Faceiras, feiticeiras e farritas quando muito lhes convém.
Ganham o poder em minutos e o perdem em um segundo.

"MULHER NÃO FOI MOLDADA PELA A MÃO DIVINA
A MENOS QUE  ELE SEJA MUITO SACANO COM AS DAMAS"